publicado em: 24/05/2020

O SUBMUNDO DAS FAKE NEWS

É falsa a história de que filho de William Bonner recebeu os R$: 600 do auxilio emergencial, mas a mentira se espalhou de forma criminosa.

Até um tal deputado Ricardo Arruda, do PSL do Paraná, gravou um vídeo de olhos esbugalhados e cabelos descoloridos cobrando explicações.

E foram dadas. A Agência Lupa, especializada em analisar postagens, vídeos, fotos, banners e material que circula na internet checou. E mais uma vez constatou a prática de um crime.

AOS FATOS

Vinicius Benemer, filho de William Bonner com Fátima Bernardes se envolveu em um acidente de trânsito em 2017, e sua carteira de motorista foi divulgada na internet. Nas fotos constam os números de seu CPF e Identidade.

Desde então ele teve vários incômodos com fraudes diversas. O nome dele foi usado para a contratação de serviços, tentativas de compra de carros, entre diversos outros bens.

William Bonner obteve na Justiça a garantia da retirada de imagens do documento de seu filho do Google, mas não se sabe quantos fraudadores tiveram acesso as fotos.

O ataque mais recente foi a inclusão do CPF de Vinicius no cadastro do auxilio emergencial, e olha o nível dos controles da Caixa. O filho de Bonner tem salário maior que 3 mil reais, e portanto, fora das regras para receber.

Foi por conta dos furos da Caixa Econômica que mais de 73 mil militares das Forças Armadas (57%) se inscreveram e receberam ilegalmente o auxílio. Roubo de 42 milhões.

E tem gente na fila, 10 milhões de pessoas precisando do dinheiro e não consegue.

William Bonner deu queixa a polícia e pediu uma investigação para identificar de onde a fraude partiu, e quem pegou o dinheiro. A CEF também verifica como foi isso.

O tal deputado Ricardo Arruda apagou das suas contas nas redes sociais o vídeo em que cobrou explicações sem checar se a história era fato ou fake. E quantos estão a compartilhar? Recebi até de parentes.

E VOCÊ COM ISSO

As pessoas que me mandaram são todas bolsonaristas, odeiam a Globo, a imprensa. Então não se trata de gente inocente.

Compartilham mentira, acharam que era conveniente. Tanto que mesmo diante do da prova cabal de que isso aí é fraude, a postagem fake continua rolando.

E o objetivo é esse, tentar impor mentira como se verdade fosse. E DAÍ?

Publicado por Cláudio Teran
"Um cara que não se cansa de correr na direção contrária" Formado em Administração pela Universidade Federal do Ceará/UVA Cetrede