publicado em: 01/08/2020

THE LAST DANCE: O DOCUMENTÁRIO FEITO PARA TODOS

Você que está lendo esse texto pode até não se interessar por basquete, mas com certeza já ouviu falar de Michael Jordan. Considerados por muitos um dos maiores atletas do Século XX, é inegável a sua contribuição para o esporte e a cultura.

Apesar de bastante famoso mundialmente, muitos não conhecem com detalhes sua trajetória na NBA intimamente ligada com a franquia Chicago Bulls. É a partir dessa premissa que o documentário The last dance, lançado na netflix, parte para contar a história de Jordan e sua contribuição para tornar o Bulls uma das maiores equipes de basquete de todos os tempos.

O documentário inicia do fim. A temporada de 1997-1998, seria a última de Jordan pelo Bulls. A equipe desde o início da temporada recebeu um ultimato de Jerry Krause, gerente geral da equipe, que essa seria a última temporada do técnico Phil Jackson e de muitos do elenco, pois a partir da próxima temporada o time passaria por uma reformulação.

Naquele momento o Chicago Bulls tinha 5 títulos da NBA conquistados nos anos 91, 92, 93, 96 e 97. Apesar de todo esse sucesso, a reformulação iria acontecer. O técnico Phil Jackson aceita o desafio e nomeia aquela temporada como “The Last Dance”, ou seja, "A Última Dança". 

O documentário passeia também pelo passado contando em detalhes como o Bulls foi conquistando cada título e a evolução da equipe desde a chegada de Jordan em 1983, e a caminhada da equipe até a “última dança”, e claro, dando ênfase ao astro Michael Jordan com fatos de dentro e fora das quadras. 

O documentário entra em detalhes polêmicos de Jordan, como sua forma severa de tratar colegas de equipe e também sua participação na militância negra. Várias facetas do jogador são mostradas e isso se torna extremamente positivo o que acaba tirando um pouco dessa imagem de super homem que Jordan por muito tempo carregou e mostra seu lado passível de erros. 

Esse aprofundamento em relação a pessoas com determinados tipos de poderes, seja eles de qualquer esfera, é algo interessante e que acaba atraindo pessoas que na verdade nem se interessam em si por basquete mas apenas na parte polêmica de Jordan. 

The last dance conta a trajetória de alguns jogadores que foram determinantes na carreira de Jordan, como Scottie Pippen e Dennis Rodman. O primeiro tímido e sempre na sombra do grande astro, já o segundo, um atleta rebelde que sumia sempre dos treinos, mas resolvia tudo nas quadras. A relação desse trio e a contribuição dos três para a equipe, acaba sendo um dos pontos altos.

Bulls e Jordan quebraram limites e fronteiras, os anos 90 talvez não seriam os mesmos sem o jogador da Carolina do Norte e a equipe que nos anos 80 era sinônimo de vexame.

Publicado por Yuri Melo
Um jornalista em formação sempre em busca de mais conhecimento.